profeta eliasElias nasceu na cidade de Tisbe, ele foi levando por Deus como um profeta para confrontar a idolatria em que vivia o povo de Israel. Governado pelo rei Acabe e sua esposa Jezabel os israelitas se afastaram do Deus vivo e começaram a adorar Baal.

Certo dia Elias encontrou Acabe e falou:

– Certamente o Senhor Deus de Israel não trará mais chuva a Israel nos próximos anos. A chuva voltará apenas mediante a minha palavra.

Depois disso, Deus pediu que ele Elias fosse para o riacho de Querite (que ficava a leste do rio Jordão). Lá ele seria alimentado por corvos e beberia a água do riacho.

Elias fez como o Senhor lhe ordenou e sobreviveu as margens do riacho por algum tempo, até que este secou porque não chovia mais sobre a terra. Deus ordenou que Elias fosse para Serepta para encontrar-se com uma viúva, ela haveria de alimentá-lo.

A viúva de Sarepta

Quando Elias chegou em Sarepta encontrou a viúva e lhe pediu:

– Você pode me trazer um pouco de água e um pedaço de pão?

Mas ela respondeu:

– Meu senhor, tenho apenas um pouco de farinha e óleo em meu jarro. Eu estava aqui recolhendo alguns gravetos para preparar uma refeição para mim e para meu filho, iríamos comer e depois morrer, pois não temos mais comida.

Elias então disse a viúva:

– Não tenha medo. Vá para casa e faça um pequeno bolo com o que você tem e traga pra mim e depois cozinhe para si e para seu filho. Porque assim diz o Senhor:

A farinha da panela não se acabará, e o azeite da botija não faltará, até o dia em que o Senhor dê chuva sobre a terra. ( I reis 17:14)

Ela fez conforme tudo que Elias tinha orientado e de fato, seu azeite e sua farinha não acabaram.

Algum tempo depois, o filho da viúva ficou muito doente e veio a morrer. A viúva muito triste falou ao profeta:

– O que foi que eu fiz homem de Deus? Você veio a minha casa para lembrar dos meus pecados e matar meu filho?

Elias levou o menino morto para o quarto onde estava hospedado e o deitou na cama. Então clamou ao Senhor:

Ó Senhor meu Deus, também até a esta viúva, em cuja casa estou, afligiste, matando-lhe seu filho? ( I reis 17: 20)

Então ele se deitou sobre o menino três vezes e pediu que Deus lhe restaurasse a vida. Deus ouviu a oração de Elias e reviveu o menino. Elias devolveu o filho a mãe e está declarou:

– Agora sei que tu és de fato homem de Deus!

Obadias e os 100 profetas

Passado três anos de seca Deus pediu que Elias se apresentasse a Acabe, pois tinha decidido que iria mandar chuva outra vez. Elias foi encontrar-se com o rei.

Naquele tempo o rei acabe pediu ajuda para Obadias um dos responsáveis pelo palácio para administrar a quantidade de comida que ainda tinha sobrado na cidade. Obadias era um homem muito temente a Deus, ele conseguiu esconder 100 dos profetas do senhor em cavernas, pois Jezabel estava em uma campanha para extermínio de todos os profetas.

Os dois altares e a resposta de Deus

O rei Acabe e Obadias se dividiram em uma jornada para procurar o que restou de comida nos territórios do reino. Quando Obadias estava em sua jornada ele encontrou Elias, ajoelhou-se diante dele e disse:

– És tu mesmo Elias?

– Sou. Vá dizer ao seu senhor Acabe que eu estou aqui e desejo falar com ele.

Obadias dirigiu-se a Acabe e passou a informação. Quando Acabe encontrou a Elias lhe disse:

– É você mesmo? O perturbador de Israel?

Depois de derrotar os profetas de Baal, Elias disse a Acabe:

– Acho melhor você ir comer e beber, pois já ouço o barulho da chuva.

Elias subiu ao monte Carmelo com seu ajudante, se ajoelhou e ordenou que o ajudante olhasse em direção ao mar:

– Não há nada lá – disse o ajudante

Sete vezes Elias mandou “Volte para ver”

Na sétima vez o ajudante disse:

– Vejo uma pequena nuvem do tamanho da mão de um homem.

– Vá avisar a Acabe que prepare o seu carro e desça para Jezreel antes que a chuva o impeça.

Pouco depois disso, nuvens escuras apareceram no céu e começou a chover fortemente. Acabe partiu para Jezreel.

O poder de Deus veio sobre Elias e este correu à frente da carruagem de Acabe até chegar a Jezreel, calcula-se que a distância que Elias percorreu era de mais ou menos 30 quilômetros.

A perseguição

Então Acabe contou a Jezabel tudo o que Elias tinha feito e como tinha matado os profetas de Baal. Jezabel ficou furiosa e mandou um mensageiro dizer a Elias:

– Que os deuses me punam se amanhã a esta mesma hora eu não fizer com você o que você fez com os profetas de Baal.

Elias sentiu medo e fugiu, caminhou para o deserto e parou embaixo de uma árvore. Orou dizendo:

– Chega, não aguento mais. Senhor, tira a minha vida!

O profeta dormiu embaixo da árvore e um anjo o acordou e tocou nele dizendo:

– Levanta e come Elias.

Ele se levantou e encontrou uma porção de pães assados e uma jarra de água a seus pés, comeu e voltou a dormir. Então o anjo apareceu novamente dizendo:

– Come e bebe porque tua viagem será muito comprida.

Elias comeu novamente e fortalecido viajou quarenta dias e quarenta noites até chegar no monte Horebe e entrar em uma caverna para passar a noite.

Quando estava ali Deus falou com ele dizendo:

– O que você está fazendo aqui Elias?

Ele respondeu:

– Senhor, tenho sido muito dedicado por ti e pela tua casa. Mas os Israelitas quebraram os teus altares e a tua aliança e mataram os teus profetas. Somente eu sobrei e agora procuram também tirar-me a vida.

Então Deus disse:

– Elias fique no monte, na minha presença, porque vou passar diante de ti.

Então veio um vento forte e despedaçou muitas rochas, mas Deus não estava nesse vento.

Depois veio um terremoto, mas Deus não estava no terremoto.

Depois do terremoto surgiu um fogo, mas Deus não estava no fogo.

E depois do fogo veio um suspiro em uma brisa suave. Quando Elias ouviu a brisa saiu da caverna e tapou o rosto com suas vestes e uma voz lhe perguntou:

– O que você está fazendo aqui Elias?

Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco; e, chegando lá, unge a Hazael rei sobre a Síria. Também a Jeú, filho de Ninsi, ungirás rei de Israel; e também a Eliseu, filho de Safate de Abel-Meolá, ungirás profeta em teu lugar. E há de ser que o que escapar da espada de Hazael, matá-lo-á Jeú; e o que escapar da espada de Jeú, matá-lo-á Eliseu. Também deixei ficar em Israel sete mil: todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda a boca que não o beijou. (1 Reis 19:15-18)

O chamado de Eliseu

Elias encontrou Eliseu arando um campo e jogou sua capa sobre ele. Eliseu pediu para que o profeta apenas o deixasse despedir-se de seus parentes. Elias permitiu e Eliseu se tornou seu auxiliar a partir de então.

A profecia contra o rei Acazias

Depois da morte de Acabe, seu filho, Acazias passou a reinar sobre Israel. Certo dia, Acazias caiu da sacada de seu palácio e ficou muito ferido, então mandou os mensageiros consultarem Baal-Zebube, deus de Ecrom, para saber se ele se recuperaria.

Mas o anjo de Deus falou com o profeta Elias dizendo:

Levanta-te, sobe para te encontrares com os mensageiros do rei de Samaria, e dize-lhes: Porventura não há Deus em Israel, para irdes consultar a Baal-Zebube, deus de Ecrom?

E por isso assim diz o Senhor: Da cama, a que subiste, não descerás, mas sem falta morrerás. 2 Reis 1:3,4

Então Elias partiu e informou os mensageiros sobre a palavra que havia ouvido do Senhor. Ao chegar essa notícia aos ouvidos do rei Acazias este mandou 50 soldados irem buscar a Elias.

Elias se encontrava no alto de um monte quando os soldados o chamaram:

– Homem de Deus! O rei ordena que tu desças

Respondeu Elias:

– Se sou homem de Deus que desça fogo dos céus e consuma você e seus cinquenta soldados.

E nesse momento fogo desceu dos céus e consumiu os soldados.

O rei Acazias ao saber disso mandou mais cinquenta soldados e de novo fogo dos céus desceu e consumiu os soldados. Um terceiro grupo foi enviado, mas desta vez o oficial responsável se ajoelhou ao se aproximar de Elias e clamou pela própria vida:

– Homem de Deus tem piedade de mim e dos meus cinquenta homens!

Um anjo falou a Elias “Acompanhe-o não tenha medo dele!” E Elias foi encontrar-se com o rei e anunciou o que já havia profetizado antes. Acazias morreu exatamente segundo a palavra de Elias.

Elias é levado aos céus

Elias e Eliseu pararam as margens do rio Jordão. Então Elias tirou seu manto enrolou ele e bateu na água duas vezes. As águas se dividiram e eles passaram pelo meio do rio, em terra seca. Ao chegar do outro lado Elias disse a Eliseu:

– O que eu posso fazer por você antes que eu seja levado?

– Faz de mim o principal herdeiro do teu espírito, me dê a porção dobrada do teu espírito profético – respondeu Eliseu.

Elias afirmou que se Eliseu visse o seu arrebatamento o seu pedido seria atendido, caso o contrário, não seria.

De repente enquanto caminhavam apareceu um carro de fogo puxado por cavalos de fogo e levou a Elias. Eliseu observou todas essas coisas e disse:

– Meu pai, meu pai, tu eras como os carros de Israel, e os seus cavaleiros! (2 Reis 2:12)

A unção de Elias repousou sobre Eliseu e este nunca mais o viu.

Confira também a história completa de Eliseu.

Voltar para: Histórias bíblicas