biblia da mulherAntes de entender como funciona a Bíblia da Mulher, é importante entender o que são as bíblias de estudo. Além de poder ser feita a leitura habitual da Palavra de Deus, a bíblia de estudo permite um aprofundamento nas Escrituras. Se difere das demais principalmente por ter recursos como: notas de rodapé e referências (breves comentários sobre um ou mais versículos, com referências de outros textos que falam sobre o mesmo assunto) e análises adicionais sobre personagens, eventos bíblicos e doutrinas em quadros informativos em meio ao texto.

Outro recurso geralmente presente nas bíblias de estudo é a introdução e esboço dos livros, que contém informações gerais, resumo, autor, data e local onde este foi escrito. Os mapas, tabelas e índices também fazem parte destes recursos-padrão.

Quanto às traduções, podem ser:

– Almeida Revista e Corrigida: tradução mais antiga de João Ferreira de Almeida;

– Almeida Corrigida Fiel: tradução com base na Almeida Revista e Corrigida;

– Almeida Revista e Atualizada: texto mais atual, revisado profundamente à luz dos manuscritos melhor preservados;

– Nova Versão Internacional (NVI): traduzida por eruditos e baseada em padrões linguísticos exigentes;

– Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH): versão popular do texto bíblico, indicada para um público que não está familiarizado com a Bíblia e possui certa dificuldade na leitura.

O que a Bíblia da Mulher tem de especial?

Agora que vimos um pouco sobre as bíblias de estudo em geral, vamos ver a que foi feita especialmente para as mulheres.

A Bíblia da Mulher (ou Bíblia feminina) é uma bíblia de leitura, estudo e devocional que está fazendo muito sucesso entre o público feminino. Algumas das principais diferenças entre esta e as demais bíblias de estudo é o fato de seus materiais de estudo e comentários serem específicos para mulheres, abordando assuntos de interesse destas.

São textos contextualizados à realidade da mulher, com assuntos que às vezes não tem como conversar com uma pessoa do trabalho ou com o marido – por este talvez não conseguir compreendê-la –, mas que ela pode encontrar quando vai buscar uma resposta dentro da Palavra. Ali encontra subsídio para auxiliá-la a entender e a saber lidar com aquela situação que é peculiar da mulher.

Por ter foco em um público mais detalhista, a Bíblia da Mulher possui diversas opções de capas em couro sintético (cores e ilustrações) e detalhes (estampa nos cortes), vindo também com marcador de páginas.

Entre seus recursos estão:

– Concordância temática: um índice de temas onde é possível localizar versículos que abordam assuntos específicos, e que se encontram listados em ordem alfabética;

– Cronologia bíblica: uma tabela com as datas dos acontecimentos bíblicos principais em ordem cronológica;

– Índice dos materiais de estudo: onde é possível encontrar notas, quadros e textos que abordam assuntos específicos, e que se encontram listados em ordem alfabética;

– Leituras para dias especiais: sugestões de versículos para datas comemorativas;

– Vocabulário: notas explicativas sobre termos e passagens bíblicas difíceis;

– Como encontrar ajuda na Bíblia;

– O que a Bíblia diz sobre o perdão de Deus;

– Artigos teológicos sobre a mulher na arqueologia bíblica, fé e vida prática, mulheres e crianças na narrativa bíblica, e o cuidado de Deus pelas mulheres;

– Citações inspiradoras de mulheres cristãs consagradas;

– Retratos com o perfil de mulheres da Bíblia;

– Tópicos sobre temas: ministério feminino, o papel da mulher na sociedade moderna, carreira profissional, educação de filhos, família, entre outros;

– Ponto de Vista: quadros sobre a importância de ler e estudar a Palavra de Deus;

– Quadros ilustrados sobre a flora bíblica.

Vale mencionar que como há edições diferentes da Bíblia da Mulher, pode ser que nem todas contenham todos estes recursos.

Veja também: Estudos bíblicos