Depois que José foi fiel a Deus e rejeitou a proposta da esposa de Potifar de se deitar com ela, Potifar acreditou na mentira contada por sua esposa e, cheio de ira, lançou José na prisão.

Mas Deus estava com José e o tratou com bondade concedendo-lhe a simpatia do carcereiro. O carcereiro acabou encarregando José de todos os que estavam na prisão.

Algum tempo depois, o copeiro e o padeiro de Faraó foram presos na mesma prisão em que estava José. Em uma certa noite, os dois tiveram sonhos perturbadores.

No outro dia, quando José foi vê-los pela manhã notou que os dois estavam abatidos e perguntou:

– Por que vocês estão tristes?

Eles responderam:

– Porque tivemos  sonhos, mas não há quem nos diga o significado deles

José respondeu:

– Não pertencem a Deus as interpretações? Contem-me os sonhos!

O copeiro contou o seu sonho a José:

– Sonhei que estava diante de mim uma videira com três ramos. Ela floresceu e deu uvas que amadureceram. Eu espremi essas uvas em uma taça que dei a Faraó.

sonho do copeiro

Deus revelou a José o significado do sonho:

– Os três ramos são três dias. Dentro de três dias o Faraó vai tirá-lo daqui e restituir o seu cargo como copeiro. Quando isso acontecer não se esqueça de mim! Fale de mim ao Faraó porque estou aqui injustamente.

Vendo o padeiro que a interpretação do sonho do copeiro era muito favorável também quis contar o seu sonho:

– Eu sonhei que sobre a minha cabeça havia três cestas de pão. As aves vinham comer das cestas que eu trazia na cabeça.

sonho do padeiro

Disse José:

– Dentro de três dias o Faraó virá buscá-lo e ordenará a sua decapitação. As aves comerão a sua carne.

Passado três dias, era festa de aniversário de Faraó. Este mandou chamar o padeiro e o copeiro e conforme José profetizará ocorreu. O copeiro foi restituído e o padeiro morto.

O copeiro, porém, não se lembrou de José.

Confira a história completa de José